quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Dilma corta 55 bilhões do orçamento federal para pagar apenas os JUROS da dívida pública brasileira, que é de 140 bilhões (Ou: “O PT fudeu o Brasil”).



Vocês sabem como o governo do PT financia o PAC, bolsa família, bolsa educação, bolsa faculdade, bolsa para presos, etc.?  Não é com o crescimento da economia, mas com o ENDIVIDAMENTO PÚBLICO.
Para melhor entender, leia a didática explicação do economista WALDIR SERAFIM sobre a Dívida Interna e Dívida Externa:

Mesmo quem não é economista pode entender o que lerá.

DE 2002 A 2010

Você ouve falar em DÍVIDA EXTERNA e DÍVIDA INTERNA em jornais e TV e não entende direito. Vamos explicar a seguir:

DÍVIDA EXTERNA = é como uma dívida que você deve para bancos e outras pessoas...
DÍVIDA INTERNA = é como uma dívida que você deve para sua mãe, pai ou parente...

- Quando LULA assumiu o Brasil, em 2002, os montantes eram:

* dívida externa 212 Bilhões
* dívida interna 640 Bilhões
* Total de dívidas: 852 Bilhões

- Em 2007 Lula disse que tinha pagado a dívida externa. E é verdade. Só que ele não explicou que, para pagar a externa, ele aumentou a interna!

- Em 2007, no governo Lula:

* Dívida Externa = 0
* Dívida Interna = 1 Trilhão e 400 Bilhões
* Total de dívidas = 1 Trilhão e 400 Bilhões

- Ou seja, a dívida externa foi paga, mas a dívida interna mais do que dobrou.

- Agora, em 2010, você pode perceber que não se vê mais na TV e em jornais algo dito que seja convincente sobre a Dívida Externa quitada.

Sabe por quê?

Porque ela voltou.

Em 2010:

* Dívida Externa= 240 Bilhões
* Dívida Interna = 1 Trilhão e 650 Bilhões
* Total de dívidas = 1 Trilhão e 890 Bilhões

Ou seja, a dívida do Brasil aumentou em 1 Trilhão no governo Lula.

Daí é que vem o dinheiro para o PAC, bolsa família, bolsa educação, bolsa faculdade, bolsa cultura, bolsa para presos, dentre outras bolsas...

Não é com dinheiro de crescimento; é com dinheiro de ENDIVIDAMENTO, o que é preocupante.

(...) Quer mais detalhes sobre dívida interna e externa do Brasil?
Acesse: http://www.sonoticias.com.br/opiniao/2/1...go-a-vista

 

Um comentário:

  1. Luiz Mário de Melo e Silva17 de fevereiro de 2012 16:01

    O governo diz que o país está recebendo investimentos, eufemismo para endividamento. Mas, na prática, o que ocorre é a continuação do programa colonialista iniciado há mais de 500 anos tão bem executado pelo gerente internacional da vez. É tanto que, se o governo disser que pratica uma economia pós-moderna e não o neoliberalismo (capitalismo), há corrupto e miseráveis, com rabo preso aos eufemismos, que defenderão o contrário. Criação de Ministérios e programas sociais como os elencados no início do texto, são eufemismos para compra de votos institucionalizado.

    ResponderExcluir