quarta-feira, 9 de abril de 2014

Lideranças amarelecem e praças PM/BM voltam ao trabalho (Ou: “Quem teme uma REBORDOSA nem a si mesmo lidera”)

Após várias horas de negociação na tarde de ontem, 08, com o Secretário de Segurança, Promotor Militar e outras autoridades, os líderes do movimento das Praças PM/BM, sargento Haelton, cabos Xavier e Quadros aceitaram as condições apresentadas pelo governo e resolveram voltar ao batente como se nada tivesse ocorrido.

Com o discurso de que não abririam mão da ISONOMIA SALARIAL com os oficiais militares, mobilizaram praças de vários municípios do Estado, fazendo-os paralisar as suas atividades profissionais com o objetivo de pressionar o governo a atender as suas reivindicações, que além da referida isonomia, pleiteavam a não retaliação aos revoltosos e a transferência do comandante do 6º BPM, tenente coronel Almério.

Dos pedidos em questão apenas conseguiram o que menos interessa à categoria das praças, a transferência de Almério. A isonomia não aconteceu e os inquéritos e processos administrativos correrão normalmente, afinal esses procedimentos são “instrumentos regulares da Administração” para apurar eventuais deslizes disciplinares e as autoridades não podem prevaricar no exercício do cargo. Eles são inegociáveis.

E para dar a impressão de que as praças obtiveram algum benefício, o governo prometeu continuar o diálogo com a categoria aos moldes da decrépita “Mesa de Negociação”, instituída em 2012, que poucos frutos trouxe para a categoria, tanto que tiveram de realizar o atual movimento reivindicatório. O mais interessante é que a proposta de “continuar o diálogo” foi feita às praças na Assembléia Legislativa do Estado, antes da aprovação do aumento dos oficias, porém Haelton, no último momento, a recusou veementemente, demonstrando incontida intransigência, mas agora, depois de todo o alvoroço criado, a aceitou como se fosse um incomensurável ganho para os seus pares.

Aliás, quem, de fato, fez papel de bobos da corte nessa história foram as praças do interior do Estado ao acreditarem no falacioso discurso dos “líderes” do movimento de que não cederiam até que as reivindicações, na íntegra, fossem atendidas. Ao revés, no primeiro "canto da circe", cederam sem consultar os seus colegas interioranos. Parece que a estratégica AMEAÇA DE PRISÃO, anunciada pela Promotoria Militar, funcionou para que os “cabeças” colocassem o rabo entre as pernas e engolissem a seco a proposta do governo.

Mas se o propósito maior não foi atingido, pelo menos esse movimento serviu para as praça percebessem que as suas lideranças não são confiáveis e numa futura convocação, deixe-as amotinar sozinhas.


Quem tem medo de uma “rebordosa” nem a si mesmo lidera! 

6 comentários:

  1. É muito fácil dar um "soco" e correr. Você, administrador deste blog é campeão nesta prática. Foi "alijado" da PMPA e guardou um ódio eterno. Procure fazer coisas que tragam melhorias para a instituição. Use sua inteligência para o BEM! Se vc tanto se importa com as PMPA, ajude-o e não continue lançando seu veneno contra todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um anônimo falando em "dar um soco e correr". kkkkkkkk. Que paradoxo!

      Excluir
  2. Realmente o seu discurso tem consistência. Valendo mesmo, foi isso que aconteceu. Quem perdeu com isso foi a sociedade, quando teve o seu direito de ir e vir cerceado. Na real: a paralisação foi do nada pra lugar nenhum.

    ResponderExcluir
  3. Bravo,A unica resposta que este governo tem: É Transferência ou perda de DAS!!!
    Este sentimento foi o mesmo que eu tive ao perceber; A bagunça do Estado na area da EDUCAÇÃO.
    Wolgrand, cria uma nova associaçao e e enfrenta logo esses babaca igual esse idiota anonimo que fez um comentario maldoso,sem te conhecer,sem saber da sua afliçao neste periodo de greve,onde voce buscou ouvir os amigos,tentou buscar soluçoes.
    Você poderia ter ficado longe de tudo isso...mas voce optou e se sensibilizou com os pedidos de apoio.
    Voce e um lider,e liderança e algo que ninguem pode roubar. Conte comigo e com seus amigos,porque um soco você nao precisa dar em ninguem. BASTA VOCÊ MORDER COMO UM PITBULL. Abraços amigo!!!

    ResponderExcluir
  4. Eles tem asas, mas, não sabem voar! Eu lamentei o tratamento diferenciado. As suas colocações, como sempre, são pertinentes. Abs.

    ResponderExcluir
  5. O professor mais justo do IFPA ! eu já tive o prazer de assistir aula do excelente professor Wolgrand !realmente quem fala dele mal !não conhece nem um pouco da índole desse professor !O lema dele está lá no cabeçalho do blog dele !tudo verdade !

    ResponderExcluir