domingo, 8 de dezembro de 2013

Wolgrand "cantou a pedra" em 2011 e Ministério Público de Santa Catarina impetrou ação contra policiais militares que atuam no interior dos estádios de futebol (Ou: "PM, uma corporação a serviço das federações de futebol")




Ação do MP proibiu Polícia Militar dentro da Arena Joinville


Uma ação protocolada pelo Ministério Público de Santa Catarina determinou que  Polícia Militar fizesse apenas o patrulhamento externo da partida entre Atlético e Vasco, em Joinville. A segurança é feita por apenas 100 profissionais particulares. E pela ação, a PM só poderia intervir em situações de risco, o que acabou acontecendo.

O presidente da Felej (Fundação Municipal de Esportes Lazer e Eventos de Joinville), Fernando Krelling, responsável pela administração da Arena Joinville, já tinha demonstrado preocupação. "A ação do MP é contra a Felej, prefeitura, Joinville Esporte Clube e Polícia Militar. É algo recente, mas que impede a PM de atuar na parte interna do estádio. Eles vão patrulhar as imediações e garantir a segurança da arbitragem. O restante será feito pelos seguranças particulares contratados junto ao Atlético-PR, que alugou o espaço para mandar a partida", explicou Kreeling ao UOL Esporte,

A situação preocupa as autoridades por conta da possibilidade de violência entre as torcidas e revolta por possíveis resultados finais. O duelo de domingo pode determinar o rebaixamento do Vasco, assim como a ausência do Atlético-PR na Copa Libertadores de 2014.

"É um jogo de risco nesses padrões. Temos a partida mais importante dos dois clubes no ano. Sabemos que o pós-jogo é bastante preocupante. Mas a Polícia Militar assegurou que tem carta branca para interferir também na parte interna caso tenha necessidade", encerrou Kreeling, em entrevista ao Uol.

O Atlético-PR alugou a Arena Joinville por R$ 25.200 ao perder o mando de campo na competição nacional. O estádio costuma ser utilizado pelo Joinville. Sua manutenção custa em torno de R$ 50 mil mensais para a prefeitura da cidade.

 
  

4 comentários:

  1. O MP de lá tá negandocque tenha feito essa recomendação ou impetrado qualquer ação parque a PM ficasse do lado de fora. Parece que a decisão foi do comando da pm na cidade de Joinville e o MP teria apenas dito não haver irregularidades. Na verdade estão procurando um pato pra botar a culpa.

    ResponderExcluir
  2. Quero mostrar minha indignação contra muitos oficiais da PMPA...
    No mês de novembro de 2013, autuaram em flagrante por PECULATO, 3 Pms da Policia Rodoviaria Estadual....Srs oficiais da PMPA deixem de ser HIPÓCRITAS, se forem prender os Policiais por peculato, quem vai ficar para tirar serviço? principalmente no interior, todos sem excessão recebem doações...Srs oficiais antes de autuar alguém olhem para vida de vcs mesmos, quem nunca pecou q atire a primeira PEDRA....Na verdade a lei na PMPA só funciona para os praças, o oficial vive no interior e não gasta nada, na verdade eles (oficiais) vivem de doações...é muita HIPOCRISIA meus amigos....

    ResponderExcluir
  3. é sempre assim td mundo mando parecendo casa da mãe joana.Fiquei até sabendo que sacanearam com os a PMs q voltaram da reserva para ativa q apos o curso de duas semana no cfap não lhe deram nem o direito de fazer aquela formatura de rotina como tds nos sabemos apos termino de curso,alegando q eles tinham q trabalhar,não lhe dando nem o direto de se confraternizar entre eles.Essa é a policia do futuro.ESCRAVISA QUEM PODER, OBEDECE QUEM TEM JUIZO

    ResponderExcluir
  4. mj wolgrand,esta nova LOB que foi aprovada beneficia a promoção de quem já está na reserva? Uma vez que nos só recebemos o soldo de uma patente acima qd passamos para a reserva.
    O sr poderia me informar tb se está na LEI e qual art. que diz que ao passar para a reserva levamos apena o soldo. ISSO É LEGAL.? Me tira esta duvida!.Agradeço se me informar Sgt R/R Pinheiro

    ResponderExcluir