quarta-feira, 15 de maio de 2013

Professor Sérgio Cabeça afundou o Remo, tal qual o IFPA. (Ou: “De onde nada se espera, nada vem”

Embora o mundo humano não funcione exatamente como o natural, nele também há certa lógica. A prova irrefutável dessa assertiva está no desempenho do Presidente do Clube do Remo, Professor Sérgio Cabeça. O ilustre dirigente conseguiu a façanha de deixar o REMO “sem divisão” e sem atividade até 2014, após a vergonhosa eliminação do campeonato paraense deste ano.

Fato semelhante o ilustre professor fez com o IFPA – à época Escola Técnica Federal do Pará. Deixou a instituição em “frangalhos” e foi afastado da Direção Geral do Instituto pela Justiça Federal, acusado de corrupção em processos judiciais movidos pelo Ministério Público Federal. O que não falta no currículo de Cabeça são lambanças.

Talvez em razão de fatos como esses, uma mente iluminada criou a sábia assertiva popular: “DE ONDE NADA SE ESPERA, NADA VEM”    

Nenhum comentário:

Postar um comentário