quarta-feira, 24 de abril de 2013

Reitor do IFPA exonera cúpula do Campus Belém e nomeia dirigentes oriundos do IF paulista.

Através de portaria publicada no Diário Oficial da União de hoje, o Diretor Geral designado do campus Belém, Fernando Cunha, foi dispensado de sua função. Além do Diretor Geral, também foram dispensados os Diretores de Ensino, Extensão e Integração, Administração e Pesquisa, Pós-graduação e Inovação. Dos atuais diretores, somente o Professor Daniel Palheta continua na gestão, passando da condição de Diretor de Ensino a Diretor de Pesquisa e Pós-graduação.

Uma equipe de servidores provenientes do Instituto Federal de Educação de São Paulo assume a direção do campus Belém. A nova diretoria geral designada ficará sob o comando da pedagoga Carmen Monteiro Fernandes.

Leia as portarias publicadas no Diário Oficial da União

6 comentários:


  1. É Wolgrand, e voce fazia parte desta quadrilha também, voce é muito preocupado com a educação, porque o que voce sabe é puxar saco como era do Edson Ary, depois do Darlindo, edo Fernando, voce que vivia no gabinete do diretor ajudando a despachar os processos, era cargo de diretor que voce queria? E a sua gestão é eficiente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu faço parte de alguma quadrilha, creio que vc deve me denunciar à polícia. Se a minha gestão não é eficiente, vc deve pedir a minha exoneração ao reitor. Se eu sou puxa saco, creio que vc deve alertar as autoridades bajuladas das minhas vis intenções. Se eu não sou preocupado com a educação, por ser a preocupação uma questão subjetiva, creio que deves ignorar, pois não há discussão possível quando o objeto do conhecimento é subjetivo. É o que eu tinha a dizer. Um abraço.

      Excluir
  2. Olá Prof. Wolgrand,

    o que motivou essa exoneração em massa?
    corrupção?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei as causas das exonerações, mas creio que uma pessoa prudente não se baseia em especulação. Quem desejar saber deve perguntar à autoridade administrativa.

      Um abraço.

      Excluir
    2. Olá prof.
      de fato posso ter me precipitado ao questionar se o motivo foi corrupção. Mas o fato de tantas pessoas saírem ao mesmo tempo, pareceu uma faxina. Só perguntei por esse detalhe, pois foi noticiado por você aqui e acreditei que você soubesse.

      ate mais

      Excluir
    3. Meu caro, não tenho condições de responder ao seu questionamento, mas posso lhe dizer que as motivações de muitos atos da vida pública e privada são um enigma que somente os investigadores perspicazes decifram.

      Não exite nenhuma gestão que não tenha a sua CAIXA PRETA. Socializar as informações é dar munição para os inimigos. Não há ingenuidade nesse processo. Por isso, nós, os vedores do mundo, temos que inferir o desconhecido dos poucos indícios conhecidos, como um verdadeiro pesquisador. Essa é uma tarefa que não deve ser delegada, para que não tenhamos surpresas desagradáveis.

      No século 16, Bacon já dizia que conhecimento é poder, embora se referisse à natureza, mas, sem dúvida, se aplica a tudo que o homem faz.

      Excluir